Porque não um estágio em Espanha?

Vamos a falar sobre estágios em Espanha. Como eles são? Como eles funcionam? Eles são como em Reino Unido o em qualquer outro paìs europeu?

Antes 1992, estágios solmente existiram no domínio da educação o medicina. Desde então, eles foram integrados em a maioridade dos cursos e são muito mais frequentes. Em Espanha, um estágio não tem a mesma significação que em França o em Alemanha. De fato, estágios seguem um plano de estudos feito antes da graduação, e combina conhecimentos ambos téoricos e práticos pelo fornecer o estudante com uma experiência. É por isso que a maioridade de universidades incluem um estágio obrigatório.

Tu podes achar dois tipos de estágios:
Estágios para estudantes: Eles são obrigatórios, organizados pelos universidades e são regulados pelo um acordo (convenio) entre a universidade e a empresa com o « Programas de Cooperación Educativa ». Um mentor é escolhido para ajudar o estagiário na empresa, e um outro pela universidade. De modo geral, os estagiários são pagados, mas é possível para a empresa dar compensações economicas, na forma de sovenções. Estagiários são coberto por um seguro de estudante, e por o seguro complementaro da universidade. O estudante nunca será considerado como um empregado real.

Estágio por jovens licenciados numa iniciativa estudante: Na verdade, a legislação espanhola não tem nenhum lei sobre este tipo de estágio. Eles são feito através um acordo tripartido proposto pela universidade, associação o programos. Por exemplo, a Universidade Pública de Navarra,
Diálogo associação e Eurodyssée Programo. É possível propor um acordo mútuo com o empregador e comprar um seguro pessoal, mas isso não acontece muitas vezes e normalmente as empresas pedem um acordo. Estes estágios são pagados como bolsa de estudos e o estagiário não tem nenhum trabalho oficial então não há nenhum relação contratual. É importante não confusar estes postos com os abrigos de um contrato de estágio (Contrato de Prácticas) que são muito comúns para os jovens licenciados, do que tu pagas segurança social e do que tu recebes um sálario fixado.

Horas de trabalho em Espanha são diferentes dos outros países: dias de trabalho acabam mais tarde (7:00 o 8:00); almoços começam a 14:00; e a semana de trabalho é de 40 horas em total.

Algumas dicas se tu queres te candidatar para um estágio:
Teu CV é mais importante que tua carta de apresentação. Então tu deves escrever um bom CV. Ele deve ser breve (não mais de uma página), simplo, claro e preciso. O objetivo é obter uma entrevista profissional. Fazes cuidado com os erros ortográficas porque os espanholes são muito exigentes com isso.

Agora tu és pronto para um estágio em Espanha. Mas uma última e eficaz dica antes ir lá: não esqueces ser ti mesmo e sorrer.

COMO ESCREVER UMA CARTA DE APRESENTAÇÃO EXCEPCIONAL

Se estás candidatado a um trabalho, é muito importante ser consciente da importância duma perfeita carta de apresentação. Ela é o complemento do teu CV, é a perfeita oportunidade para destacar teus pontos fortes e fornecer exemplos reais que apoiarão tuas abilidades para este trabalho. Algums recrutadores salientam a carta de apresentação mais que o CV então tu deves levar tempo para escrever-lo.

Tu deves sempre incluir uma carta de apresentação quando enviando um CV. Uma bom carta vai chamar a atenção do recrutador desde o início e ele será mais interessado para ler tua candidatura minuciosamente, e decidir entrar em contato com ti por uma entrevista.

Tua carta deve dar o recrutador uma idéia sobre tu, e explicar quales abilidades tu podes trazer. Tu deveriás explicar também porque tu és interessado em suas atividades, e em particular o papel que eles ofrecem. Mostrar um interesse verdadeiro ajuda-te se destacar dos outros candidatos.

Tua carta é um documento pessoal e único ao trabalho que estás candidatado. É por isso que é importante assegurar-se que as cartas de apresentação relatam especificamente cada posição que estás candidatado. Tu deves tornar-lo pessoal e evitar escrever cartas idênticos. Fazes cada carta única e personalizada.

Tu deves também usar o carta de apresentação para colmatar as lacunas no teu CV, como desemprego, anos sabáticos tempo levando a viajar. É uma bom oportunidade falar sobre estas experiências e sobre o que tu aprendeste delas.

Na tua carta, deves ser claro e profissional, e usar uma linguagem apropriada. Cada empresa é diferente, não solmente na suas organisações, mas também na suas culturas. Uma parte importante em adaptar tua carta a uma organisação é encontrar o correcto equilíbrio. Isso seriá uma bom idéia usar o mesmo tamanho da fonte na tua letra e CV, então ambos parecerão simples e profissionais.

É essencial também manter tua letra corta e que vai direito ao assunto. Como um bom ponto de partida, tu podes endereçar a correta pessoa, para chamar a atenção do recrutador e dar uma bom impressão. Tu deves assegurar-te que a letra é endereçado com o bom título e com seu nome escrito corretamente. Começas uma forte frase de abertura, explicando porque queres esta posição e como entusiasta és para pegar este trabalho. Tu deves mostrar motivação e entusiasmo na tua letra.

Explica porque tu crês que és a boa pessoa para a empresa, e o que lhe faz muito motivado para trabalhar com eles. Mostras que és acostumbrado com a organisação e suas atividades. Tu podes também explicar que és entusiasta com trabalhar pelo eles, por exemplo porque tu partilhas tuas valores de trabalho, tua cultura o teu estilo. Tu podes também comentar algo positivo sobre a organisação. Tu podes mentionar a reputação da empresa, a gestão, os recordes de ventas, a qualidade dos produtos o qualquer outro elemento que te deixou tão impressionado.

Tu deveriás demonstrar que fizeste pesquisas sobre a empresa e que és consciente sobre as abilidades que eles querem, e provar que podes fornecer-los. A carta de apresentação é a perfeita oportunidade fornecer mais detalhes sobre tuas mais pertinentes abilidades e conquistas. Tu queriás incluir exemplos reais das vezes quando utilizaste estas abilidades o como uma experiência em particular ajuda-te com desenvolver-los. Destacas qualquer conquista principal, como a conclusão de um curso de formação, promoções, prémios a empresas, o qualquer outro prémio o reconhecimento recebido.

O último parágrafo da tua letra é muito importante e deve dar o recrutador uma impressão positiva. Tu podes acabar com explicar brevemente como tuas experiências antigas ajudarão-te com esta posição.

Uma vez que acabaste tua carta, é essencial controlar os erros gramáticas e ortográficas. Uma bom idéia será perguntar alguém verificar-lo outra vez, para ter uma perspetiva diferente e receber suggestões para melhorar-lo.

Agora que tens tudo o que precisas, tu podes começar escrever tua carta de apresentação excepcional, que vai te ajudar a se destacar dos outros candidatos e pegar o trabalho de seus sonhos.

Boa Sorte!!

Planejando um Workshop? Dicas para iniciantes

A vida no escritório é mais que solmente sentar-se em frente à um computador. Os workshops são uma bom maneira ouvir os pontos de vistas das pessoas e receber feedback, assim como ensinar abilidades práticas, técnicas, o idéias que eles podem usar, não solmente no trabalho, mas também no seus cotidianos. Os workshops criam uma experiência educacional em pouco tempo e são instrumentos útiles quando algumas circunstâncias surgem, como o começou dalguma coisa noiva, a demonstração dum conceito noivo, uma formação inicial da equipa e dos voluntários, e a atualização de seus desenvolvimentos. Se estás confrontado com teu primeiro workshop, não entras em pânico, aqui há alguns dicas para te ajudar a preparar um bom!

Quando não preparados bem, os workshops podem ser uma perda de tempo e dinheiro, então tu deves tomar contas destes seguintes pontos no teu planejamento:

#1 Objetivos: Cada workshop deve ter um objetivo do que tu focas, no caso contrário. Não há razão nenhuma para reunir as pessoas.

#2 Participantes: Teu grupo-alvo é direitamente relacionado com teu objetivo então sê específico quando decidido quem vai atender-lo, mas deixa algum espácio para acréscimos de última hora.

#3: Lugar: Tu deves ser consciente sobre o número das pessoas que atendem teu workshop, a logística que precisarás e os detalhes práticos como a visibilidade dos recursos visuais.

#4 Agenda: depois clarificar os pontos anteriores, tu podes começar desevolver um resumo dos objetivos a alcançar. Tu deverás destacar os pontos principais do workshop com detalhes a communicar ao público, listar os recursos visuais que queres usar se há algums, e ser specífico sobre os detalhes das atividades e discussões de grupo, considerando o tempo disponível.

#5 Plano de acompanhamento: É essencial conhecer as opinões dos participantes sobre o workshop. Mesmo que as vezes eles não são positivas, eles te ajudarão aprender dos erros e melhorar-te por a próxima vez. Um outro ponto importante é ter um plano para comunicar as decisões que foram tomadas durante o workshop. E se teu último objetivo é tomar uma decisião sobre algo, lembras-te que quanto mais vós sois, menos provável tu vais conseguir, então tu deves reduizir teu público e ser selectivo.

Uma vez que figurado estes pontos, tu deves ter um plano sólido, tua única preocupação será adicionar agluma excitação na tua atividade, porque manter-los envolvido é essencial para um workshop. Se tu organizas um evento em separar as pessoas em grupos, é importante misturar os váriosos tipos de pessoas em cada grupo. Também, guardas em mente que algumas pessoas são nervosas quando falando em frente à um público, então, para fazer-los se sentir comfortáveis interagindo, tu deves manter pequenos grupos.

Para concluir, o centro de teu planejamento deve ser o objetivo principal do workshop. Não esqueces manter os exercícios criativos para ajudar todos a relaxar e encorajar-los a ser envolvidos, e depois no acompanhamento tu serás capaz corrigir algums erros que podes ter. E lembras-te disso, quanto mais detalhado teu plano é, mais asseguro teu workshop será na hora e bem sucedido.

Vida em comunidade: uma experiência gratificante

Ir em Inglaterra para um estágio, o em qualquer outro país, significa na maioria vezes, viver em comunidade. Isso significa que deves partilhar tua acomodação, o que pode incluir as instalações principais como a cozinha, a casa de banho, o salão, etc… Esta experiência pode aprender-te muitas coisas sobre os outros e sobre ti mesmo.

Um estágio ao exterior é uma oportunidade encontrar pessoas do mundo enteiro. Estes encontros serão vantajosos para ti em níveis diferentes. Primeiramente, levar o dia enteiro com jovens estrangeiros permite-lhe descobrir noivas culturas e no mesmo tempo alargar teus horizontes. Este troca cultural pode ser visto quando cozinhado mas também nas condutas e nas linguas partilhadas com os outros. De fato, os outros querem te fazer descobrir specialidades locais e mesmo te ensinar como cozinhar-los. Quando falando sobre as condutas, eles podem te explicar suas maneiras e qual são as tradições principais. E finalmente, tu podes começar aprender noivas linguas quando trocando com teus colegas de casa que se tornam teus amigos. Aqui começa o processo de comparação e também teu enriquecimento pessoal. No início talvez não podes realisar isto, mas teus conhecimentos estão a desenvolver. Como uma explicação, podemos dizer que ser com estrangeiros
torna-te uma pessoa curiosa e te farás sempre aprender noivas informações.

Durante tua estadia, vida em comunidade permite-lhe establecer fortes conexões com os outros porque tu vives com eles todo o tempo. Desses relações tu vais aprender sobre a vida em geral.
Partilhar experiências, se estão profissionais o pessoais, podem ajudar-te andar para frente no teu futuro. É importante porque tu vais receber conselhos que podem te fazer evitar uma perta de tempo
para teus planos. Talvez vais ser sorpreendido pela assistência mútua, desenvolvida com as pessoas que não conheceste antes esta experiência. De fato, na casa, tu vais achar mais que boms amigos – reais irmãos e irmãs. Algums deles tornaram-se muito perto de ti e vais dar confiança em eles. Falar com eles sobre teus sentimentos será alguma coisa comúm mesmo que não és acostumbrado com isso, porque as vezes, tu precisas externalizar o que vives cada dia. Aqui, alguns pessoas serão teus confidentes – um ombro onde chorar. Estas pessoas te-ajudarão aprender dos erros e crescer. É uma maneira aprender como transformar uma coisa negativa em uma positiva.

Quando vais viver num país estrangeiro para um estágio, aproveitas disso e especialmente da vida em comunidade para ganhar maduridade. Trazes todo o que teus arredores podem trazer-lhe e tentas evitar tanto quanto possível os eventos negativos. Teu estágio será então uma experiência gratificante e vais partir com uma maneira diferente ver a vida e o futuro.

Como partilhar um cuarto durante uma experiência ao exterior

Quando se trata de efectuar um estágio ao exterior, podes lidar com a possibilidade dever partilhar o cuarto com alguém. É nem teu irmão nem tua irma nem teu melhor amigo. Talvez deverás partilhar o cuarto com uma pessoa totalmente estrangeira no início. Tu não sabes nada sobre eles: Quando eles se acordam, se eles são ruidosos o queitos, mesmo se eles são limpos o não. Não é importante se tens um cuarto individual o se já foste acostumbrado com partilhar-lo com alguém. Tu solmente precisas tomar o oportunidade e ser um colega de quarto antes ser um amigo, isso pode parecer estranho, mas as dificuldades iníciais podem esconder uma grande oportunidade: se a pessoa é simpática e amigável, vais construir uma amizade mais rapidamente que nunca imaginaras. Se acordam juntos, ir para a cama juntos no tarde depois olhar um filme, o falar brincar e rir juntos sobre as coisas engraçadas do dia, e mesmo limpar juntos podem te fazer esquecer todo o resto, e assim não vais sofrer da distância com tua família e tua rotina de antes. Tu vais te sentir muito perto dele/dela mesmo que ele/ela foi um estrangeiro há pouco tempo. Isso parece estranho, e talvez é estranho, mas tu podes criar uma forma de família dentro algumas semanas. Dia após dia, tu acostumas-te com a relação única e gostas esta noiva rotina que vais sentir saudadeao no fim do estágio, quando chegará a hora voltar para casa. E se não tens sorte e tens um colega de quarto antipático e mal-educado? Primeiramente, nunca desesperas: nunca julgas um lívro pela sua capa. Talvez é solmente uma primeira impressão e ele/ela precisa tempo para revelar seus aspeitos positivos. Então espera um momento para ver se ele/ela solmente precisa tempo para ser amigável e ter confiança em ti. Se não é o caso, e eles são definitivamente antipáticos e grosseiro, só pensas que nós não devemos sempre simpatizar com todos e que uma vez que tu tentaste o melhor, tu não deves lamentar por nada. Só comportas-te na melhora maneira possível e buscas relações em outro lugar. Tu não deves necessariamente achar uma relação especial em teu quarto: tu podes achar-lo ao fora. Ficas positivo e guardas o sorriso mesmo no pior caso: nunca deixas alguém romper teu sorriso porque enquanto tu guardas o sorriso, tu vais te sentir feliz com ti mesmo e com os outros que se preocupam de tua alegria.

Primeira entrevista? As chaves para o sucesso!

Nesta economia, com um mercado de trabalho tão competitivo, é difícil pegar um trabalho e ainda mais se és um noviço. A performance numa entrevista e a impressão é tanto importante quanto ter uma bom educação e um bom CV. Inícios são sempre difíciles mas aqui há algumas dicas para ter sucesso na tua primeira entrevista. Não te preocupa – quando vais atender mais e mais entrevistas, vais ganhar segurança e confiança em ti mesmo, vais aprender dos erros e serás capaz deixar uma bom impressão em os recrutadores.

Um dos primeiros passos é começar antes da real entrevista. Nós nos sentimos mais confiantes quando sabemos o que nós enfrentamos. Preparas-te as pesquisas sobre a empresa, não solmente para saber o que eles fazem, mas também para mostrar que és interessado.
Estruturar teus planos sobre teus motivos de preocupação, assim vais anticipar alguns questões; um bom exercício é colocar-te no lugar do recrutador, pensando sobre o que tu querias saber do candidato.
Tu deverias ter certeza da posição na empresa a qual se candidatas, e se ela está de acordo com tuas abilidades, caminho de carera, e objetivos profissionais e pessoais. Ademais, tu deverias guardar em mente como contribuar para a organisação, o recrutador é mais interessado neste subjeto que como podes beneficiar de trabalhar lá.

As primeiras impressões são sempre importantes, tu não tens qualquer outra chance para criar-lo! Todavia, tu deverias tomar conta de teu estile vestuário. É importante chegar em tempo, não solmente para relaxar e se preparar para a entrevista, mas também para visitar a sala de descança e controlar teu estilo antes encontrar o recrutador. Lavar e secar suas mões será útil também, ninguem gosta dum aperto de mão molhado!

Durante a entrevista, fica calmo, tem confiança, respiras profundamente e focos na tua mensagem. É importante esperar o inesperado; desenvolves puntos clave sobre tu que queres dizer ao recrutador, em vez memorizar questões e respostas. Tu podes destacar o trabalho voluntário que tinhas feito, talvez alguns experiências de trabalho o de estágios num escritórios, isso mostra não solmente sua experiência, mas também que és altruísta e tua vontade para aprender.
Tua conduta, tuas maneiras e tua linguagem corporal são demasiado importantes. Das toda a atenção ao recrutador, sê direito e fica no tema inícial, é importante pensar antes respondir para ser claro. Também, asseguras-te que estás sorrindo, estableces contato visual com confiança e tens uma bom postura. Tu podes olhar a linguagem corporal do recrutador e suas expressões para ter um feedback sobre como estás fazendo. Um outro ponto é ser positivo, evitar adjetivos negativos que o recrutador pode desprezar, isso vai diminuir tuas chances; os recrutadores gostam pessoas entusiásticas que desfrutam dos desafios.

A ultima parte duma bom entrevista geralmente começa com o candidato perguntado alguns questões finais espertas. É importante ser claro sobre qualquer coisa incerta e mostrar seu interesse, por exemplo perguntar sobre a estratégia geral da empresa o qual são as qualidades cruciais para ter sucesso.
Finalemente, mandar uma mensagem de agradecimento pode ser muito útil, tu deverias destacar dois o tres razões porque tu deves ser recrutado e também agradecer o recrutador pelo tempo levado para o encontro com ti.

Nós podemos resumir as chaves para ter sucesso numa entrevista com os 4 Ps: Preparação, Practicar, Participar e ser Positivo. Eles te ajudarão apresentar-te com confiança e profissionalismo na tua próxima entrevista, e lembras-te, cada una tem um lado positivo e te coloca mais perto da entrevista que te permitirás pegar um trabalho!

Conselhos claves sobre superar o choque cultural em Reino Unido

Se vais em Reino Unido para um estágio, é quase certo que vais desfrutar, é importante ser consciente da cultura britânica para evitar um choque cultural. Primeiramente, nós devemos perguntar – O que é um choque cultural? É um sentimento de confusão e anxiedade que uma pessoa sente quando ido num país estrangeiro e não familiar. Pode ser difícil adaptar-se às váriosas normas culturais e os valores, e o contraste muito claro com seus próprio pais pode ser um choque inicial para alguns pessoas.

Há algumas coisas que confunda as pessoas quando chegando em Reino Unido por primeira vez. Por exemplo, quando Britânicos encontram uma pessoa por primeira vez, eles muitas vezes cumprimentam com um aperto de mão, e não um beijo na bochecha. Geralmente os Britânicos são mais reservados que os outros europeus com as questões sobre contato físico e espácio pessoal.
Uma outra coisa à ter em mente é o fato que as gente em Reino Unido conduzem no outro lado da estrada, o que pode parecer estranho se és em carro o em ônibus porque tu sentes que todos vêm em direição a ti. Ademais, a comida é diferente – as fritadas tradicionais britânicas por exemplo com salsichas, ovos, bacon e brindes etc… que são comidas durante o pequeno almoço, isso pode ser diferente do que és acostumbrado.

Aqui há algumas dicas para evitar anxiedade e desconhecimento dos hábitos quando chegando em Reino Unido:

Sempre ter uma mente aberta
É melhor ser objetivo em vez ter qualquer julgamento de valora quando se aprendem uma noiva cultura em Reino Unido. Todos cresceram com suas próprias normas culturais e valoras como ti no teu próprio país e o fato que eles são diferentes não significa que eles são mãu. Se mantens uma mente aberta, será mais fácil aprender e perceber porque as coisas são assim. Ter uma mente mesquinha e uma mãu aceitação das diferenças só tornará-te ansioso a longo prazo. Tentas não comparar com teu próprio país e só consideras cada coisa que aprendes como uma percepção valiosa da cultura em Reino Unido.

Aprender a lingua local
As gente vão realmente gostar o fato que fazes esforços para falar inglês, isso mostra teu interesse e tua vontade para aprender. Não te absténs a tentar porque tens medo dos erros que vais fazer. Naturalmente, ninguem espera que tens um inglês perfeito, é um processo de aprendizagem e teus colegas e amigos vão respeitar isso. Nada é mais admirável que tentar e finalmente isso será mais fácil até o momento quando tu não deverás tentar mais. Isso pode mesmo tornar-se uma segunda natureza para ti!

Encontrar noivas pessoas
Não há melhora maneira aprender uma cultura que pider à um nativo, e se tens noivos amigos é uma enorme vantagem! Ter amigos em Reino Unidos ajudará-te com tuas abilidades em inglês e também establecer-te melhor na tua noiva ambiente. É sempre sabe achar pessoas com que é possível partilhar tua experiência e melhorar teu aspeto social do estágio.

Ter um senso de humor
É provável que durante teu estágio vais dizer mões palavras o fazer mões coisas numa situação específica e quando isso acontece, é importante não ser muito duro em ti. Só ris sobre teus erros e os outros vão rir com tu. É um processo de aprendizagem e isso pode ser engraçado, será mais fácil fazer avançar as coisas quando tens uma conduta relaxada com teus erros e os outros vão te respeitar por ter uma atitude positiva.

Se tu segues estes conselhos e vais sempre para frente quando progredindo através do estágio, tu não podes faltar. E mais importante – só desfrutas da vida!

Como ser mais eficiente ao trabalho?

Algumas coisas podem ter efeitos negativos no seu trabalho e há aqui uma lista de elementos a considerar para melhorar sua eficiência e então sua qualidade de vida.

Começar com as prioridades

A primeira coisa a fazer é classificar o que tu deves fazer dependendo da importância o da emergência. Tentas pôr-lós nestes diferentes aulas:

-Importante e urgente : cuidas disso em primeiro lugar

-Não é muito importante mais urgente: pode ser dado a outra pessoa

-Importante mas não urgente: a fazer depois das tarefas urgentes

-Não importante o não urgente: dar a outra pessoa o a fazer mais tarde

Planejar tarefas

Agora que tens dado importância e prioridade as suas tarefas, podes começar planejar seu trabalho.

Escreves o que precisa de ser feito hoje, a próxima semana, o próximo mes, o ano e tentas manter-lo. Ter claros objetivos na sua mente já é parte do trabalho feito.

Organizar, ordenar e classificar

Não solmente as tarefas devem ser claras, mas também seus arquivos, sua escrivaninha e computador devem ser o centre da sua atenção. Por exemplo, uma mesa com demasiadas folhas sobre ela perturbará-te e te farás perder tempo. Então tentas pensar sobre colocar documentos similares no mesmo bolso, isso vai te ajudar ganhar tempo em vez buscar-lós. Levar um pouco tempo arrumando seu lugar será na realidade uma economia de tempo e evitará estress inútil.

Delegar

Tentas delegar o que tu podes, especialmente as coisas que não são muitas importantes e que te fazem perder tempo. Pensas sobre seus e-mais, como delegar as chamadas telefônicas que não queres, o a impressão dos documentos. Se és capaz delegar estas tarefas a outra pessoa, tu vais economisar muito tempo.

Aprender a dizer não

Sê consciente de seus limites, tu não podes aceitar mais trabalho do que podes realmente fazer. Em caso contrário, tu vais ser menos eficiente, frustrado e estressado.

Usar as ferramentas apropriadas

Usas um carimbo com sua assinatura nele para evitar assinar demasiados documentos. Se podes escolher, usas um laptop, assim serás capaz trabalhar onde quer que necessites. Sempre guardas um caderno o seu móvel para escrever o que vem à mente, assim não vais esquecer nada.

Exercitar

Exercitar te ajudará reduzir seu stress e ansiedade. Graças às esportes, tu vais guardar um corpo saudável e evacuar todo o estress acumulado durante o dia, isso terá um efeito positivo direito nasua qualidade de vida e de trabalho. Mesmo quando és no escritório, tomas alguns pausas e esticar-te.

Tomas as escadas em vez do elevador quando quer que é possível e levantas-te para ir à máquina de impressão.

Dormir suficientemente

Se éd cansado, não podes focar no seu trabalho. Tentas saber quanto horas de sono tu precisas (7 o 8 horas geralmente por pessoa mais alguma gente precisam de mais para ser em boa forma). E se é possível e tu crês que precisas disso, vais a dormir (algums 30 minutos) durante o dia para regenerar.

Pensas sobre suas refeições

O pequeno almoço é a refeição mais importante do dia, ela te dá energia para trabalhar e ficar foco todo a manhã. Não neglicencias isto.

Todavia, não comes demasiado durante o almoço. Em caso contrário, vais te sentir cansado o resto do dia. Um almoço leve é melhor e toar châ durante a tarde te ajudará a ficar em boa forma toda a tarde.

Os 10 erros comuns à evitar no seu CV

Escrever um bom CV não é fácil, especialmente quando tu sabes quão importante é achar um trabalho. De fato, é o primeiro passo de recrutamento por casa oferta. Isso deve ser claro, parecer profissional, mas também original se tu queres destacar-te dos outros. Mas há também algums erros comuns que devem ser evitados. Aqui há os 10 mais importantes:

  1. Gramática e erros ortográficos

Obviamente, mau gramática não é recomendado se tu queres ser considerado seriamente pelo recrutador. Pides teus amigos o um membro de tua família controlar-lo, e usas um corretor ortográfico. Ler-lo numa folha é melhor para ver os erros do que num computador. Quase 50% dos CV recebidos pelas empresas têm erros, especialmente pelos jovens, então tentas evitar-lo!

  1. Um CV demasiado longo

Uma pesquisa em 2007 mostrou que os recrutadores levam solmente 5 minutos para ler um CV, e nada mais: eles não têm o tempo e recebem centenas deles cada dia. É por isso que teu CV não deve exceder uma página. Isso significa também que tu és capaz sintetizar tuas ideias e focar solmente nas informações pertinentes.

  1. Usar uma jargão, acrônimos e languagem vago

Uma jargão sem sentido irrita 54% dos recrutadores e essa é usada especialmente pelos homens. NUNCA usas palavras vagas o acrônimos que ninguem pode perceber excepto tu: manténs-lo claro

e escreves fatos.

  1. Dar informações inútiles

Como dissemos antes, tens solmente uma página para escrever seu CV: as informações que não são relacionadas com o trabalho a que se candidatas devem ser evitadas. Dependido da oferta de trabalho, tu deverias cambiar-lo e solmente mentionar as experiências de trabalho relevantes.

  1. Escrever „CV“ o „Curriculum Vitae“ como título

Todos sabem que um CV é um instrumento para achar um título que vai chamar a atenção do recrutador, por exemplo o que estás buscando o qual pessoa estás (candidato por uma posição em de gerente de projetos, o estudante em economia…)

  1. Ser vago com as datas os outras informaçãoes

Quando dado suas experiências profissionais o estudos, tu deves sempre dar o mes e o ano do começou e da fim. Tu deves dar também os nomes exatos das empresas o das escolas onde tu foste. Por as linguas que falas o abilidades informáticas por exemplo, não se limitas à dizer „médio“, tentas precisar teu nível exato (A1,…) e todos os certificados que tens.

  1. Mentir

Seguramente, nunca contas mentiras no seu CV. Nem tentas embelezar a verdade, porque os recrutadores sempre verificam suas informações. Sê honesto e mostras o que estás realmente valendo!

  1. Ser demasiado criativo

Mesmo que precicas ser diferente dos outros, demasiada criatividade é mau também. Sê sóbrio na tua apresentação, não usas 10 váriosos cores e não pões smileys o imagens, isso será muito de mais e esconderia o conteúdo realmente importante. Se precisas destacar alguns informações em particular, usar negrito e itálico são uma bom opção.

  1. Ser demasiado pessoal

Não contas tua vida enteira no seu CV: não é necessário explicar qual pessoa és como uma página Facebook, mas mostrar que és capaz realizar o trabalho a que se candidatas. Então escrever sobre tuas convicções religiosas o orientações sexuais é inútil.

  1. Descrever muito de mais teus hobbies

A menos que é realmente relevante, os recrutadores não querem saber o que estás fazendo durante teu tempo livre. Recolher carimbos por exemplo, não lhes interessará!

Uma outra dica, sempre ter um endereço e-mail profissional, porque 76% dos Cvs com um endereço engraçado são rejeitados.

Para concluir, um CV deve ser honesto, claro, conciso, pertinente e detalhado. Tentas fazer uma bom primeira impressão para obter uma entrevista!

8 hábitos de languagem corporal que nós devemos evitar durante uma entrevista

A languagem corporal pode dizer mais sobre sua personalidade que as palavras que tu dizes. Segundo uma pesquisa, os recrutadores dizem que eles sabem depois 5 minutos se um candidato vai ontinuar o processo. Como podes ver, a primeira impressão dada é tão importante quanto as suas respostas. Então qual são os erros que deves evitar durante sua próxima entrevista?

Aqui há um topo 8 da linguagem corporal à evitar durante uma entrevista:

1. Mau aperto de mão

O primeiro erro que as pessoas fazem é dar um fraco aperto de mão. A primeira vez que encontras o recrutador, é a oportunidade de dar uma primeira impressão positiva que ele vai noticiar. Dar-lo um forte e confidente aperto de mão para dará-lo uma olhada de sua personalidade.

      1. Romper o contato visual

Uma entrevista pode fazer-te se sentir intimidado e desconfortável, mas ter a correta quantidade de contato visual é essencial. Olhar para baixo o focar-se na mesa são acções que podem expressar uma falta de confiança e revelar seu stress. Criar um contato visual significa que tu és pronto para respondir as perguntas e que tu sabes do que estás falando. Mas tu podes romper o contato visual, por exemplo quando és pensando sobre uma resposta.

3. Má postura

Resistes a tentação ser estirado na sua cadeira o curvar a costa, isso signifa uma falta de responsabilidade e submissão. Mas uma posição estática durante um diáloguo mostra uma rejeição de interação. A maneira que és sentado pode ser interpretado como ser demasiado relaxado o indiferente. Por uma entrevista, é importante ter a costa reta, com os ombros atrás e tentas ser comfortável para estabelecer uma ambiente profissional.

4. Esconder suas mões o cruzar suas armas

Não tens medo ocupar o espaço. Solmente porque tu és sobre observação não significa que deves sentar queito num lado. Ninguem quer parecer tímido o não receptivo. As mões, depois da cara são as maneiras mais eficientes da comunicação. É muito importante apoiar o que estás dizendo com gestos que mostram seu entusiasmo, mas assegura-te que isso não vai perturbar o recrutador.

5. Acariciar os cabelos

Acariciando os cabelos mostram o ecrutador que não tens confiança sobre o que estás falando, o que estás a mentir. Por uma entrevista, é recomendado puxar atrás os cabelos e ter uma vista claro de sua cara.

6. Esquecer o sorriso

É normal ser nervoso durante uma entrevista, mas guardas em mente o fato que o sorriso é essencial. Ele mostra seu optimismo para juntar a empresa e significa que estás desfrutando este „momento privilegiado“ com o recrutador.

7. Inquietar-se

É um dos sinais nais reveladores duma pessoa estressado. Não esquece que a linguagem corporal refleita seu nível de confiança, então tocar seus pés revela quão és nervoso e te faz parecer descomfortável.

8. Parecer distraído o desinteressado

Tu deves lembrar-te que o recrutador escolhi-te entre outros candidatos porque ele crê que tens as abilidades para o estágio (o trabalho). O recrutador é o último passo do processo, então tens que mostrar sua motivação em acenar com a cabeça o fazer gestos positivos sem exagerar.

Sua languagem corporal tem um forte impacto no gerente responsável pela contratação quando és entrevistado. Evitas estas 8 erros de languagem corporal e pegas o estágio!